Quantas histórias de contos de fada você já não ouviu de crianças que desde que nasceram dormem a noite toda? E então, quando seu filho veio ao mundo, a maior das frustrações: seu filho não dorme! Ou ainda ele dormia a noite toda e de repente começou a acordar no meio da noite.

É importante enfatizar que os motivos para um bebê não dormir são inúmeros, nesse artigo vamos tentar explicar alguns dos motivos possíveis e dar algumas dicas para que seu bebê passe por isso da melhor forma possível.


Possíveis causas da falta de sono

  1. Fome: Caso seu bebê seja pequeno, é possível que ele acorde para mamar. A amamentação é uma forma do bebê satisfazer sua fome e também para sentir-se acolhido! Sendo assim, seu bebê pode acordar a noite para mamar mesmo que não esteja com fome. Vale ressaltar também que bebês que mamam fórmula sentem-se satisfeitos por mais tempo, pois a fórmula é mais pesada e leva mais tempo para ser processada.
  2. Cólica: O bebê pode estar sentindo cólica e acordar com um choro mais estridente. Alguns bebês sentem mais ou menos cólicas, principalmente os bebês que mamam fórmula, pois são mais difíceis de serem processadas e podem causar mais cólicas. Caso esse seja o caso, não deixe de ler nosso artigo com 5 dicas para acabar com as cólicas.
  3. Ele pode estar passando por um pico ou salto de desenvolvimento, o que significa acordar para aprender ou que ele está testando a habilidade de sono cíclico. Escrevemos esse artigo específico sobre o assunto.
  4. Ciclo de sono mais curto: Bebês não têm ciclos de sono tão longos quanto de adultos, salvo exceções. Caso seu filho tenha menos de 1 ano e 6 meses, é comum que ele ainda acorde no meio da noite, apesar de muitos bebês dormirem a noite toda a partir de 8 meses – 13 meses.

 

O que fazer para trazer o sono do bebê de volta?

Nós sabemos que independente dos motivos, um bebê que não dorme ou dorme pouco acaba sendo exaustivo, e nossa sugestão é colocá-lo em seu carregador ergonômico para: ele se sentir acolhido e seguro, barriguinha com barriguinha para aliviar cólicas, ele dormir no balanço e cheiro da mamãe/papai, ter os braços livres para alguma tarefa, você poder sentar e descansar sabendo que ele está em segurança em seu colo sem medo de cair. (veja aqui qual o melhor canguru / carregador para seu filho)

Claro que também podemos ter casos clínicos que só podem ser analisados com a ajuda de um profissional, como terror noturno. O importante é entender é que bebês são indivíduos e tem necessidades diferentes um dos outros, então não é porquê seu bebê acorda durante a noite e da sua vizinha não que ele tem algum problema; o contrário também é válido, se o seu bebê dorme a noite toda, não assuste sua vizinha dizendo que o bebê dela tem problemas.

Se mesmo depois desse artigo você ainda estiver preocupada, ou mesmo para tirar a dúvida, leve seu filho e desabafe com o pediatra, ele poderá pedir exames e juntos encontrarem uma resposta.